sexta-feira, 28 de maio de 2010

Perda de audição


Assistir a TV ou ouvir rádio em volume muito alto pode não ser um simples hábito, mas um sintoma do início da perda de audição, alertam especialistas. Quanto mais rápido o problema for identificado, maiores são as chances de levar uma vida normal. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Otologia estima que mais de 15 milhões de pessoas tenham algum déficit auditivo.
A perda da audição é causada por vários fatores. Existe a surdez ocasional, que é provisória, e a perda de audição contínua e progressiva.
O acúmulo de cera no ouvido provoca o entupimento do canal auditivo e a conseqüente diminuição da audição. A retirada da substância, de preferência realizada por um otorrinolaringologista, resolve a questão. Outro problema transitório é a passagem de catarro do nariz para o canal auditivo. Isso pode acontecer porque a membrana que reveste o tímpano é a mesma do nariz e ela acaba facilitando a passagem dessa substância para o ouvido.
Quando isso acontece, o catarro também provoca o entupimento e a diminuição auditiva. Podem surgir complicações quando o catarro infecciona dentro da cavidade _o paciente sente febre e dores e continua com a audição afetada, mas o tratamento com remédios resolve.
Assim como todos os outros órgãos, o ouvido também está sujeito ao envelhecimento. Com o passar do tempo, as células vão perdendo a ‘força’. Por isso, a partir dos 40 ou 50 anos, a possibilidade de o ouvido sofrer lesões fica maior. Quando essas lesões ocorrem nos órgãos neurais do ouvido _cóclea e labirinto_, a recuperação da audição se torna mais difícil.
De acordo com o otorrinolaringologista Douglas Salmazo Rocha Morales, do hospital São Camilo, as causas dessas lesões são várias: idade, excesso de ruídos, substâncias tóxicas, infecções da orelha interna e outras doenças que acabam atingindo o ouvido. Qualquer um desses fatores pode acelerar a perda auditiva em pessoas que já têm problemas na família. A perda fica mais evidente após os 60 anos de idade.
Quando a surdez é hereditária, o melhor a fazer é diagnosticá-la o quanto antes. O fato de a pessoa sempre pedir que as outras repitam o que disseram pode não ser apenas um sinal de desatenção. Ao primeiro sintoma, a pessoa deve procurar um especialista e realizar o exame conhecido como audiometria. É ele que vai indicar se realmente houve perda auditiva e qual é o grau do problema.

Fonte: Diário OnLine

Um comentário:

ELCIAS disse...

olá! Gostei deste blogger,faça uma visita ao meu,obrigado.
http://www.blogdoelcias.blogspot.com/